Setor de Advocacia

Os muitos anos de experiência no setor permitiram identificar os pontos críticos da gestão de escritórios de advocacia, apresentados a seguir:

  • Adiantamento de Despesas versus Despesas Reembolsáveis: Muitas empresas têm dificuldade em diferir suas receitas de honorários dos reembolsos/adiantamento de despesas, já que o caixa costuma ser único, gerando miopia sobre a real geração de caixa da operação;
  • Adiantamento/Reembolsos de Despesas Internacionais: O ponto crítico se dá na exposição cambial a que a empresa fica exposta, eventualmente gerando prejuízo financeiro de importância considerável nas transações internacionais, já que se recebe em uma data e se paga em outra;
  • Concentração de Receita: Em escritórios que já atingiram a maturidade, é comum que haja um ou dois clientes com elevado percentual da receita total, não havendo um plano estruturado em caso de saída/diminuição dos contratos;
  • Correspondentes Nacionais/Internacionais: Ausência de estratégia de maximização da relação comercial entre as partes, onde muitas vezes uma delas é beneficiada frente a outra (recebendo mais trabalhos e devolvendo em proporção menor). A parceria precisa ser ganha-ganha;
  • Dimensionamento da Equipe versus Lucratividade de Projetos: Dificuldade de identificar se a equipe está inchada ou adequada diante dos preços praticados, sobretudo pela dificuldade de implementação e de análise corrente de um timesheet. A não mensuração do Resultado Bruto de forma correta, gera outras dúvidas, sobretudo no tocante: a estrutura de despesas fixas; no montante de bônus para os sócios e equipe; e na formação de preços;
  • Distribuição de Resultados: A falta de clareza nos itens acima resulta em preocupação e análises precipitadas sobre o montante a ser distribuído, podendo colocar a perpetuidade do negócio em risco.

Diante do exposto, a Innofinance desenvolveu método próprio de análise e apoio a gestão, de forma que os pontos principais sejam constantemente monitorados, permitindo que haja planejamentos e definição de regras prévias que preservem, em primeiro lugar, a geração de caixa da empesa.